Como funciona o registro de domínio?

Possuir um site para sua empresa já deixou de ser algo supérfluo. Para se manter competitiva no mercado e usar todo o potencial do marketing digital, o mínimo que uma empresa deve possuir é um domínio registrado. Lembre-se: um domínio  confere credibilidade à empresa e representa sua presença online.

No processo de construção de um site, o registro de domínio é o primeiro passo, assim como no e-mail corporativo(seuemail@suamarca.com.br).

No post de hoje vamos conhecer o que é o registro de domínio, como realizar, e para que serve. Confira!

O que é registro de domínio?

O registro de domínio é um processo administrativo para garantir uma importante propriedade para uma empresa: o seu domínio na Internet. Tão importante quanto a marca, o domínio é o endereço eletrônico de uma página/empresa.

Diferente da marca registrada, o domínio pertence a quem o registrar primeiro, mesmo que o responsável pelo registro não seja o proprietário da marca.

Para que serve um domínio?

Um domínio serve para conferir, ao seu negócio, um endereço eletrônico na Internet e, também, serve como uma proteção adicional à sua marca. Geralmente, quando se abre uma empresa, deve-se rapidamente registrar o domínio com o nome igual ou similar ao nome empresarial escolhido.

O domínio confere ao seu proprietário um endereço, por exemplo www.suaempresa.com.br. Além disso, mediante a contratação de uma hospedagem de sites ou serviço de e-mail corporativo, é possível criar contas de e-mail do tipo nome@suaempresa.com.br.

Portanto, a importância do domínio é definida pelos seguintes fatores:

  • Confere credibilidade
  • Confere possibilidade de uso de e-mail corporativo
  • Proteção da marca
  • Fortalecimento de marca
  • Presença online

Extensões mais populares

Há extensões de domínios nacionais(.br), internacionais(.com,.net,.org) e também para cada tipo de segmento. Empresas e profissionais que trabalham com música, por exemplo, podem optar por uma extensão .mus. Porém, é mais aconselhável utilizar extensões .com.br, .com ou .net, que são mais conhecidas, mais fáceis de lembrar. Há ainda a extensão .org, que também é bastante conhecida e foi criada para identificar as entidades sem fins lucrativos.

Embora não haja diferença para o cliente que acessa seus dados, o ideal é que você faça o registro das extensões .com.br e .com, a fim de não correr o risco de ter seus clientes confundidos por alguma artimanha proposital da concorrência.

A extensão .com definitivamente é a mais popular no mundo, usada para fins comerciais. Entretanto, por causa disso, existem poucas possibilidades de nomes ainda disponíveis.

Já a extensão .net é ligada a empresas relacionadas à área digital. Todavia, como não houve uma regulamentação nacional efetiva vinculando essa extensão aos serviços de internet, a terminação vem sendo usada indiscriminadamente, como mais uma mera alternativa ao tradicional .com.

O .org é necessariamente vinculado a organizações sem fins lucrativos. Pode-se falar, aqui, de ONGs, instituições culturais, associações esportivas, organizações religiosas, softwares de código aberto e assim por diante. Em 2010, havia cerca de 8 milhões de sites registrados com esse domínio, o 3º na preferência dos brasileiros.

Na teoria, a terminação .info é ligada a sites que buscam oferecer informações sobre si mesmos ou sobre produtos e serviços. Na prática, porém, acabou se transformando em mais uma extensão genérica.

Criado em 2001, juntamente com outros vários domínios, o .biz pretende aliviar a sobrecarga de demanda pelo concorridíssimo .com. Configura-se, assim, como mais uma alternativa de opção comercial.

Se o seu negócio ou projeto é brasileiro e tem atuação somente no país, usar um endereço .br é uma opção que funciona muito bem. Ainda que não seja obrigatório usar a extensão .br é uma ótima forma de ter seu site rapidamente identificado como sendo do Brasil. Sites governamentais, universidades e grandes empresas brasileiras utilizam o .br em seus endereços, o que faz dele uma excelente opção para quem quer mostrar a identidade nacional do seu negócio ou página. Para registrar um endereço diferente, você pode contar com mais de 120 categorias de domínio dentro do .br, que cumprem a mesma finalidade. Desde categorias genéricas, como o .com.br, até categorias específicas para organizações, profissões e cidades.

Que tal então conferir alguns outros exemplos para as mais diversas áreas? Fique de olho:

Domínios para pessoas jurídicas

  • .agr.br: negócios agrícolas e fazendas;
  • .art.br: artes, como música, pintura e folclore;
  • .edu.br: instituições de ensino superior;
  • .coop.br: cooperativas;
  • .esp.br: esportes;
  • .far.br: farmácias e drogarias;
  • .g12.br: entidades de ensino de primeiro e segundo graus;
  • .gov.br: entidades do governo federal;
  • .imb.br: imobiliárias;
  • .ind.br: industrias;
  • .tmp.br: eventos temporários, como feiras e exposições;
  • .tur.br: companhias da área de turismo;
  • .tv.br: empresas de radiodifusão de sons e imagens.

Domínios para profissionais liberais

  • .adm.br: administradores;
  • .adv.br: advogados;
  • .arq.br: arquitetos;
  • .ato.br: atores;
  • .bio.br: biólogos;
  • .cim.br: corretores;
  • .cng.br: cenógrafos;
  • .cnt.br: contadores;
  • .ecn.br: economistas;
  • .eng.br: engenheiros;
  • .eti.br: especialista em TI;
  • .fnd.br: fonoaudiólogos;
  • .fot.br: fotógrafos;
  • .jor.br: jornalistas;
  • .mat.br: matemáticos e estatísticos;
  • .med.br: médicos;
  • .mus.br: músicos;
  • .not.br: notários;
  • .odo.br: dentistas;
  • .ppg.br: publicitários e profissionais da área de propaganda e marketing;
  • .pro.br: professores;
  • .psc.br: psicólogos;
  • .trd.br: tradutores;
  • .vet.br: veterinários.

Dicas com relação à escolha

Para os empreendedores que desejam trabalhar sua marca na web, o recomendável é escolher nomes curtos, fáceis de digitar, memorizáveis e sem hífens ou números. Outra vantagem de escolher nomes direitos e curtos é a facilidade em desenvolver um bom trabalho de link building direcionado à marca. E não se esqueça de pesquisar em http://hostbits.com.br/registro-de-dominios/ se o domínio desejado já não foi registrado por outra pessoa, ok?

Como realizar um registro?

O registro de domínios nacionais ou internacionais é regulamentado por órgãos específicos. Algumas empresas são homologadas por esses órgãos e podem realizar todo o procedimento de registro. Veja como é fácil o processo de registro:

  • Para começar, escolha um nome para o seu endereço eletrônico, o qual pode ser o nome de sua marca ou um nome que você gostaria de dar ao site.
  • Em seguida, após escolher o nome do domínio, verifique se ele está disponível para ser registrado. Para isso, basta digitar o nome do domínio escolhido no campo de pesquisa fornecido e verificar se ele encontra-se disponível.
  • O passo final, após a consulta da disponibilidade, é registrar o domínio, realizando o pagamento da anuidade. Apesar do registro ser anual, muitas empresas disponibilizam a possibilidade de pagamento de mais de uma anuidade de uma vez.

Atualmente, é possível registrar um domínio em nome de pessoa jurídica e também em nome de pessoa física.

Manutenção do registro

Para manter a propriedade do registro, é importante ficar atento à data em que o mesmo foi registrado e à data de vencimento da próxima anuidade. Geralmente, as empresas registradoras enviam um e-mail avisando do vencimento, para que o mesmo possa ser renovado — mas não conte com isso sempre.
Aqui na HostBits sempre enviamos os avisos com antecedência por e-mail.

Realizar o registro de domínio, possuir um site online e um e-mail corporativo são medidas essenciais para inserir sua empresa no meio digital e possibilitar a captação de novos negócios e oportunidades.

Se você tem alguma dúvida ou quer compartilhar suas experiências conosco, deixe seu comentário! Até o próximo post!